top of page
  • Roizenblatt Médicos

Tudo que eu preciso saber sobre a consulta oftalmológica – Parte 2

Continuando o post anterior, seguem as demais etapas do exame oftalmológico:


5. Teste das pupilas e dos reflexos pupilares:

Neste momento determina-se se as suas pupilas respondem à luz. Isto é feito direcionando um feixe de luz forte para o seu olho. Nesta situação, as pupilas devem contrair (diminuir de tamanho). Se algo diferente ocorrer, isto demando uma investigação adicional.


6. Teste do campo visual:

A perda da visão da parte periférica do campo visual, por exemplo, pode ser um sintoma de glaucoma. Este teste pode detectar problemas oculares os quais você não tinha conhecimento, o que evidencia a importância desta etapa.


7. Teste da movimentação ocular:

Neste momento, o seu oftalmologista verifica se seus olhos estão alinhados. Eles também verificam se os músculos oculares estão funcionando corretamente e de modo simétrico.


8. Medida da pressão ocular:

Também chamado de tonometria, ele mede a pressão de dentro dos olhos. Caso esta pressão esteja elevada, isto pode ser um sinal de que o paciente tem glaucoma. O seu oftalmologista pode usar colírios anestésicos para realizar este teste, a fim de garantir um maior conforto.


Mas por mais incrível que pareça, o exame oftalmológico completo ainda não para por aqui, seguem as últimas etapas no próximo post.



Comentarios


bottom of page