O magnifico ato de “piscar”.

A expressão “num piscar de olhos” é uma frase frequentemente usada para descrever coisas que começam e terminam subitamente. E de fato, o ato de piscar, ou seja, o fechamento espontâneo e reflexo do olho, é uma daquelas ações aparentemente simples, mas que, se examinadas mais de perto, são extremamente complexas.

Você já parou para pensar o quão interessante é o ato de piscar? Trata-se que um movimento involuntário que fazemos diversas vezes ao longo do dia, em geral sem perceber. Pisca-se em média 12 a 15 vezes por minuto com o objetivo primário de lubrificar a córnea, lente transparente que forma a superfície anterior do olho, além de defender a superfície ocular contra alérgenos, poluentes e outras partículas do ambiente.

Há uma série de fatores que podem alterar a taxa de piscar. Veja que interessante, os processos cognitivos, por exemplo, têm um impacto substancial na taxa de piscadas, de modo que quando estamos mais ativos ou fazendo atividades mentalmente desgastantes, como em processos de memorização ou durante a realização de cálculos matemáticos, há um aumento na taxa de piscadas. Por outro lado, baixas taxas de piscadas estão associadas a momentos de desatenção ou devaneio.




Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square