Pela Luz dos Olhos Teus

Quem nunca ouviu falar da música de Tom Jobim “Pela Luz dos Olhos Teus”? Lançada em 1977 em parceria com a cantora Miúcha, a composição fala sobre a beleza do encontro de dois olhares distintos, entre “olhos meus” e “olhos teus”.

Puxando a sardinha para o lado da oftalmologia, percebe-se o quão magnífico é o “olho”. Além de desempenhar um papel nobre, através da visão, na interpretação do mundo que nos cerca, ele também no permite expressar sentimentos e emoções através do dito “olhar”.

Voltando para a música, ela repete várias vezes a atração do olhar masculino e feminino. Há também a beleza ao falar da resistência diante do olhar do outro, remetendo à complexidade das relações humanas. E, apesar de todo esse impasse o cantor chega à conclusão no final da letra, de que deve se casar. Confira a letra abaixo:

Quando a luz dos olhos meus E a luz dos olhos teus Resolvem se encontrar Ai que bom que isso é meu Deus Que frio que me dá o encontro desse olhar Mas se a luz dos olhos teus Resiste aos olhos meus só p’ra me provocar Meu amor, juro por Deus me sinto incendiar Meu amor, juro por Deus Que a luz dos olhos meus já não pode esperar Quero a luz dos olhos meus Na luz dos olhos teus sem mais lará-lará Pela luz dos olhos teus Eu acho meu amor que só se pode achar Que a luz dos olhos meus precisa se casar.




Posts Em Destaque
Posts Recentes