Por que dilatar a pupila?

Essa é uma pergunta frequente no consultório: doutora, precisa mesmo dilatar a pupila?

A resposta é sim e neste post explico algumas razões do porquê!

Primeiramente, o cálculo do grau é mais preciso quando se juntam as informações do exame feito antes e após a dilatação pupilar. Por exemplo: é muito comum que pacientes jovens e míopes recebam uma prescrição com um grau maior do que precisam caso a sua pupila não seja dilatada durante a consulta.

Agora vem um motivo importante: o único jeito de se ver a parte de trás do olho é através da dilatação da pupila. A pupila corresponde a um buraco presente no centro da íris. Ao exame oftalmológico, a pupila se apresenta como uma bola preta e a íris como a parte colorida do olho. Na dilatação da pupila, ocorre ampliação deste buraco, como se fosse uma “janela que se abre”, de modo a permitir ver como estão as estruturas de trás do olho. E assim vemos com detalhes o nervo óptico (podendo-se, por exemplo, fazer o diagnóstico de glaucoma) ou a retina (quando pode ser feito, por exemplo, o diagnóstico de rotura na retina ou danos devido a um diabetes descontrolado). Todas estas doenças citadas podem não dar sintomas no começo, por isso demandam uma busca ativa por parte do oftalmologista.

E aí? Convencido do porquê dilatar a pupila? Então não perca tempo, agende logo o seu exame oftalmológico completo e se prepare para uma boa dilatação da pupila, ela pode te ajudar a evitar muitas doenças oculares no futuro.




Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square